Um dos valores da Cargill é “Fazer a coisa certa!”. Nossos valores funcionam como a nossa bússola em todas as esferas de atuação, mas este, em especial, dá a cada funcionário da empresa o mandato de como agir em nossa busca diária por uma atuação sustentável. Estamos alinhados com a pauta da sociedade, inclusive pelo debate em torno do ESG, sigla que vem do inglês para Governança Ambiental, Social e Corporativa. Nem o ESG, nem a Sustentabilidade são propriedades da Comunicação, mas temos reconhecido nosso papel nessa jornada intensa e, ao mesmo tempo, gratificante. Somos partes de um contexto de grandes transformações e podemos ser agentes de muitas dessas mudanças!

cargill-001

A contribuição da Comunicação vem sendo reconhecida no Brasil há décadas, tanto em áreas de negócios como na construção da reputação de uma empresa. Com a evolução da sociedade – cobrando cada vez mais transparência e proatividade das empresas – e com a área de Comunicação “fazendo a coisa certa”, nos últimos anos passamos de contribuidores para tomadores de decisão. Nos sentamos à mesa de discussão lado a lado com nossos pares na organização para debater questões estratégicas, considerando sempre a perspectiva reputacional.

Não existe resposta fácil para nossos desafios como sociedade. Mas existem caminhos possíveis. O primeiro passo é ouvir. Essa atividade tão essencial que ficou fora de moda nos últimos tempos continua sendo muito necessária. Para começar uma comunicação voltada para a Sustentabilidade, é preciso escutar nossos stakeholders. O consumidor, o influenciador, a dona de casa, os formadores de opinião, o jornalista… esse mosaico não para de crescer e, sem envolver todos esses agentes na comunicação, não é possível ser sustentável.

A Sustentabilidade é um grande agente transformador no atual cenário corporativo e nossa identificação pessoal ajuda muito a fazer com que as mensagens-chave se tornem realidade no dia a dia.

Mas, o discurso sustentável só faz sentido quando estamos ligados também com a prática sustentável. Um deve alimentar o outro: o fazer e o contar são verbos primordiais em uma empresa, não importa seu tamanho ou área de atuação. A gente precisa conjugar o fazer e o contar no dia a dia! O contrário disso ou, em outras palavras, a ausência de Sustentabilidade e Comunicação, pode se transformar em uma crise e tem impacto direto na continuidade dos negócios. Parece clichê, mas a famosa frase de Warren Buffett não poderia ser mais atual: “São necessários vinte anos para construir uma reputação e apenas cinco minutos para destruí-la”.

Quando penso sobre meus primeiros anos na Comunicação e comparo com o cenário atual, fico feliz em reconhecer que hoje as empresas estão valorizando nosso papel de comunicadores. Afinal, somos parte de uma comunidade – ou de uma série delas – e temos como contribuir de diversas formas.

Mais do que um valor corporativo, “Fazer a coisa certa!” é um princípio que precisamos resgatar com urgência como sociedade, não apenas para a Comunicação ou para a Sustentabilidade, mas para nossa vida.

eliane-uchoa-001

Eliane
Uchoa

*Eliane Uchoa é diretora de Comunicação da Cargill no Brasil e do negócio Agrícola da Cargill na América do Sul.Mais artigos