Dados do Relatório de Transparência da Kuaishou, desenvolvedora do aplicativo de criação e compartilhamento de vídeos curtos Kwai, apontam que gerar mais conhecimento e compreensão sobre as políticas do App foi o grande foco da empresa no ano passado.

As informações, que consideram dados no período de 1º de julho a 31 de dezembro de 2021, indicam que fiscalizar e garantir a privacidade e segurança dos usuários através da aplicação das Diretrizes da Comunidade foi o grande  destaque.

As Diretrizes da Comunidade determinam os tipos de conteúdo que não são permitidos na plataforma. Durante o período analisado, 12.334.935 de vídeos foram removidos globalmente por violar as políticas e termos de uso, representando menos de 2% de todos os vídeos carregados.

Entre os motivos da remoção se destacam conteúdos de atividades ilegais e bens regulados, nudez e atividade sexual e conteúdo ofensivo para menores, respectivamente. Desses vídeos, 94,99% foram removidos dentro de 24 horas após terem sido publicados, 99,39% antes que um usuário os denunciasse e 83,38% antes que recebessem qualquer visualização.

Kwai divulga ações de fiscalização com foco em manter privacidade e segurança do usuário na plataforma

Fazer com que o usuário entenda quando e por que as políticas do Kwai foram violadas também foi uma das novidades apresentadas no relatório. Ao violar a diretrizes, os usuários recebem uma notificação, e a plataforma oferece a possibilidade contestar a remoção – que após notificada, a plataforma revisa novamente o conteúdo.

De julho a dezembro de 2021 esse recurso foi lançado na América Latina e está sendo liberado gradualmente em outros mercados. Nesse período, 88.775 vídeos foram restaurados após contestação do usuário.

CAMPANHAS

O relatório também destaca as campanhas de conscientização de medidas de segurança e de saúde mental da Covid-19, além de trazer detalhes de como são respondidas as solicitações de aplicação da lei e proteção à propriedade intelectual nas regiões em que a Kuaishou opera, que incluem a América Latina, Ásia, Oriente Médio e Norte da África.

Em conjunto com o 76º Dia da Independência da Indonésia, o SnackVideo, um aplicativo da plataforma, lançou uma campanha incluindo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Informações relevantes sobre a Covid-19 foram entregues à comunidade por meio do aplicativo com conteúdos sobre proteção e saúde mental.

Em janeiro deste ano esse programa foi expandido para outros mercados incluindo o Brasil e a América Latina de língua espanhola.