engajar-colaboradores

Para auxiliar as equipes na criação de vínculo e engajamento, o endomarketing é uma das estratégias para atingir os colaboradores de forma positiva. Ainda mais no isolamento social.

Para a diretora de Comunicação Corporativa do UnitedHealth Group Brasil, Ranny Alonso, a estratégia de endomarketing é elevar o engajamento do colaborador. Seja a partir de interações relevantes, como reconhecer o potencial do profissional, de serem informados, ouvidos e de fazerem parte de um empreendimento com propósito.

“Para que alcance sucesso, é necessário que a companhia conheça as expectativas e experiências dos seus colaboradores. E, sem dúvida, a área que faz a gestão macro dessa experiência é Capital Humano. Desde antes mesmo do início desse relacionamento, ainda na fase de atração de talentos, com a clareza sobre o que é ser uma marca empregadora reconhecida e valorizada”, afirma Ranny.

Instrumento de engajamento

Segundo a diretora, fomentar essas ações faz com que os colaboradores se sintam parte da corporação, reforçando a reputação como marca empregadora. “A boa experiência do colaborador é a mais genuína forma de promover positivamente nossa imagem como marca empregadora perante diversos públicos, desde suas famílias, aos amigos que acessam suas redes sociais e os clientes que atendem”, diz.

Ela conta que nos dois últimos anos a UnitedHealth ampliou as campanhas de reconhecimento com ações como “Seu Valor nos Inspira” e “Obsessão por Pessoas”. “Instituímos novos programas de apoio às necessidades pessoais durante a pandemia (UnitedCares); lançamos novos canais que dessem conta do volume de informações técnicas, operacionais e médicas em curso; e continuamos medindo os resultados para saber se estávamos no caminho certo”.

A tecnologia tem sido uma das aliadas para a implantação de novas estratégias de comunicação, principalmente quando se trata de entretenimento para os colaboradores. Elas precisam ser eficientes e interativas. “No segundo ano desse cenário, precisamos aprender a contar 100% com as plataformas tecnológicas e a criatividade do time de comunicação interna acelerou as inovações necessárias. Com o uso de plataformas seguras, interativas e com bastante qualidade de transmissão, conseguimos alcançar uma média de adesão 40% superior nos eventos online em relação aos formatos presenciais”, acrescentou Ranny.

Comunicação interna

A comunicação interna vem sendo a protagonista das mudanças dentro das empresas. Para Ranny, por meio dela pode-se fortalecer a percepção de que o colaborador está no centro de tudo e assim conquistá-lo. “Seja para aumentar a motivação, fortalecer a sensação de pertencimento ou mesmo tornar-se presente em momentos decisivos”, reforça.

Dentre as ações, foram promovidos mais de 140 eventos online desde abril de 2020 até junho de 2021 para 38 mil colaboradores. Como celebração ao Dia das Mães, Dia dos Pais, Junina e de Fim do Ano, entre outros. As ações alcançaram uma média de audiência de duas mil pessoas, abordando temas como vacinação, saúde mental e a Lei Geral de Proteção de Dados.

“Um dos principais é a reunião trimestral com a mais alta direção da companhia para compartilhar com os colaboradores em geral os resultados da empresa e sanar dúvidas sobre temas atuais. Somando 2020 e 2021 (até junho) e as versões brasileira e global, houve 12 eventos com esse escopo – batizados de “Town Hall Meeting” -, que atingiram quase 30 mil colaboradores no País.

Outra iniciativa gerenciada pela Comunicação, mas voltada para lideranças, é o “Leader Dialogue”, ambiente em que se conversa com mais abertura e clareza sobre as estratégias de negócios, visando criar um alinhamento gerencial sobre como abordar temas corporativos relevantes entre suas equipes”, ressalta Ranny.

 

Fonte: www.melhorrh.com.br