A pandemia impôs às empresas a necessidade de se reinventar, em um exercício que abrange todas as suas áreas. É um momento desafiador, mas que também pode representar oportunidade única para mostrar, reforçar valor e assumir uma posição mais estratégica na organização. Principalmente para aquelas áreas que, na “normalidade” anterior à Covid-19, viam seus diferenciais serem pouco evidenciados.

O papel da área de Comunicação em uma empresa pode ir desde o mais simples, como elaboração de conteúdos e gestão de canais, passar por engajamento e alinhamento, até chegar em algo mais estratégico, como posicionamento e reputação da empresa. Todas as atividades têm o seu valor, dentro do nível de maturidade sobre o tema na organização. E todo esse cenário pandêmico pode representar uma oportunidade para a área deixar o reativismo de lado e assumir uma postura mais protagonista, que ajude a sua própria evolução e também a empresa a amadurecer e perceber de forma mais abrangente o seu valor.

Tudo começa com a própria gestão de crise, que sempre gera muitas dúvidas e inseguranças. A área de Comunicação pode atuar na própria comunicação da crise, administrando os impactos nos meios e estando atenta aos movimentos da opinião pública, para evitar exposições negativas. Como a pandemia do Covid-19 não afeta apenas o ambiente externo, mas também interno, uma atuação junto à liderança da empresa e colaboradores é fundamental para abrir espaço para as pessoas receberem orientação (em parceria com a área de Segurança ou Saúde) e levar a informação de maneira clara e transparente.

Navegar pela crise é necessário, já se preparar para o pós-crise pode ser oportuno, possibilitando um exercício de inovação e melhoria contínua, dando à empresa um passo adiante dos concorrentes para estar mais preparada para o novo normal. À área de Comunicação não basta apenas divulgar, mas, em sintonia com a liderança e demais áreas, contribuir com a concepção dessas ações, de maneira que tornem-se reais e formatem um novo “jeito de ser” coerente.

Já a Comunicação com colaboradores pode ser alavancada em vários aspectos, que de preferência contribuam para o alinhamento estratégico interno, acompanhamento dos indicadores e objetivos. Podemos somar a isso o engajamento e reconhecimento de seus colaboradores, seja aqueles que estão trabalhando de casa ou os que estão na linha de frente, para assegurar serviços essenciais à vida.

A manutenção da conexão com a cultura da empresa passa pela área de Comunicação e isso têm um valor extremamente significativo, pois mexe diretamente no jeito de ser da empresa. Essa conexão pode ser cultivada de diferentes formas, como por exemplo, o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, respeito às pausas durante o dia; promover momentos de encontro e descontração, como um “happy hour virtual” com apresentação dos talentos da empresa.

Nesse sentido mais estratégico, uma boa comunicação da liderança é fundamental para permear toda a organização com a proximidade e transparência que uma situação dessas requer. A área de Comunicação tem o papel de estruturar e fomentar isso junto com os líderes, atuando, muitas vezes, em parceria com o RH. Um exemplo na Air Liquide são as reuniões de apresentação de resultados, que tiveram adaptações relacionadas à frequência, que aumentou e passou a ser semanal; e no formato, sendo um bate-papo espontâneo, com muito mais espaço de perguntas e respostas, onde qualquer colaborador tem total liberdade para expor dúvidas, questionamentos, sugestões e ouvir uma resposta da própria diretoria. Isso é fundamental em um cenário de infobesidade e fake news, pois a empresa acaba por exercer um papel de fonte confiável de informações, ajudando a limpar um pouco do ruído.

Se quisermos explorar um outro mundo, além da Comunicação Corporativa, podemos olhar para a Comunicação de marketing. Embora em algumas empresas esta fique a cargo do Marketing, na Air Liquide ela fica dentro da área de Comunicação. Só aí temos uma infinidade de possibilidades, mas o que vale destacar, dentro de tudo que a organização já vêm realizando, é a proximidade com o cliente e/ou paciente e a busca pela relevância, seja com prestação de serviços e conteúdos ou até mesmo encontrando maneiras de viabilizar um comércio digital ou atendimento à distância, a fim de potencializar e adaptar o negócio ao cenário da empresa nessa situação de pandemia. Como tudo fica dentro da mesma área, há mais sinergia e integração com outras atividades, como a de gerenciamento de crise, o que evita exposições negativas ou mal interpretadas por um descompasso, quando a atividade é separada da Comunicação.

Essas são apenas algumas das inúmeras oportunidades que a área de Comunicação pode explorar para aumentar seu lugar ao Sol, agregando valor à empresa, marca e pessoas, mostrando sua adaptabilidade e agilidade em situações de incertezas junto a esses ou outros stakeholders.