Desde a quarta-feira, dia 08, o Twitter está em fase de teste com as Comunidades, um novo recurso na rede social. A ferramenta está sendo desenvolvida para que os usuários possam se encontrar e se conectar de forma mais fácil e dinâmica com aqueles que possuem os mesmos interesses. Para conhecer as Comunidades basta acessar a aba dedicada no aplicativo do Twitter para iOS ou na barra lateral da versão web.

Twitter

Por enquanto, as Comunidades estão sendo administradas ou moderadas por contas que tuitam em inglês. Mas qualquer pessoa na plataforma pode receber o convite para participar de uma Comunidade e terá a com a opção “traduzir tuíte” do serviço a fim de acompanhar a conversa.

As Comunidades: como funcionam

As comunidades são temas diversos como astrologia, pets, tênis e skincare, ou seja, são conversas populares no Twitter. Vale lembrar que as Comunidades são visíveis publicamente para que todos possam ler, compartilhar ou mesmo denunciar os tuítes da página, isto é, esses ambientes não são privados. No entanto, ao tuitar para uma Comunidade da qual o usuário participa, somente aqueles que participam dela podem interagir de volta. Existe uma aba específica na plataforma para acessar cada comunidade e filtrar os tuítes.

Além disso, os novos membros devem ser convidados pelo administrador, moderador ou outro membro do grupo para poderem participar e é ele que estabelece o foco da conversa, assim como as regras. E por ora, a criação de Comunidades é limitada.

Os administradores e moderadores podem criar regras internas da Comunidade com o objetivo de ter conversas positivas e seguras, definindo, desta forma, um tom para o grupo. Vale lembrar que todas as Comunidades e seus membros devem seguir as regras do Twitter. Assim como o Twiter realiza pesquisas, mapeia os cenários e trabalha com especialistas externos, incluindo o seu Conselho de Trust & Safety, para manter as pessoas seguras com as Comunidades.