Primeira Notícia

A combinação entre a expertise do Grupo Bandeirantes e a criatividade de alunos de Jornalismo, de duas renomadas universidades de São Paulo, são a base do Primeira Notícia. O projeto foi desenvolvido para as plataformas digitais do canal Bandnews TV, que entrou no ar em 17 de agosto.

Os futuros jornalistas da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) e da FAAP (Faculdade Armando Álvares Penteado) vão colocar em prática tudo o que aprenderam até então. No ano em que a BandNews completa duas décadas surgiu a necessidade de utilizar novas linguagens e formatos. A saída encontrada foi uma proposta em que os alunos serão responsáveis pelas reportagens feitas para o streaming com uma linguagem totalmente digital.

“O BandNews TV completa 20 anos e nossos estagiários contribuem muito para o uso de novas tecnologias, novos formatos. Eles são muito ouvidos e, na maioria das vezes, conseguem ser efetivados. Essa troca entre experiência e novidade é muito saudável para o nosso telespectador”, conta Rosângela Lara, diretora-executiva do BandNews TV e idealizadora do projeto. O Primeira Notícia irá abordar em sua grade histórias de superação, saúde, economia, comportamento e diversidade. Além de assuntos relevantes no momento, como política, meio ambiente e violência.

Primeira notícia, jornalismo na prática

Com a proposta, os alunos da ESPM e da FAAP já participam da rotina como jornalistas e aprendem com a troca de experiências. Eles participam de reuniões de pauta com os profissionais do canal de notícias e também ficam por dentro das trajetórias e rotinas dos apresentadores Eduardo Castro e Isabel Mega.

Para Castro, a oportunidade de trocar ideias com os futuros jornalistas é benéfica para os dois lados. “Eles têm a oportunidade de ver, em um grande veículo, como é o real impacto do nosso trabalho e toda a responsabilidade que isso traz. Mas para nós também é muito bom, porque nos coloca em contato com as preocupações e impressões de quem está chegando às redações agora”.

“Vai ser uma oportunidade bacana para trocar experiências com uma geração de jornalistas que já nasceu no digital. A minha geração pegou um boom de mudanças que foram acontecendo muito rápido. Foram as primeiras entradas por um celular, ainda cheias de improvisos, os primeiros vídeos e conteúdo pensados para redes sociais, as primeiras lives. Tudo ainda muito em adaptação de um modelo dos veículos tradicionais para as mídias digitais”, complementa Isabel.

Diálogo, desafio e pesquisa

Para Heidy Vargas, que coordena o núcleo de pesquisa em redes sociais na ESPM, compreender as possibilidades e a audiência nas plataformas digitais é fundamental. “O primeiro passo é entender as redes sociais e suas possibilidades. Para isso, foi criado um grupo de alunos que já iniciou os estudos das diferentes redes sociais para analisar a aproximação da audiência e quais estratégias narrativas serão empregadas na produção de conteúdo jornalístico”, explica.

A união da BandNews TV com a ESPM e a FAAP vai permitir que todos possam trabalhar em parceria em pesquisa e extensão acadêmica. O convênio facilitará o diálogo entre o Jornalismo do canal de notícias e a faculdade de Jornalismo na pesquisa das narrativas das redes sociais, da audiência e do canal de TV.

“Esses jovens ‘nativos digitais’ podem trazer o seu natural traquejo com as tecnologias, além do frescor do olhar sobre o mundo atual. Tenho certeza de que será uma experiência inesquecível na carreira desses futuros grandes jornalistas”, aponta Edilamar Galvão, coordenador do curso de Jornalismo da FAAP.

O principal obstáculo é idealizar de forma coletiva em uma produção jornalística crossmídia, que valorize a pesquisa e o engajamento do usuário na produção exibida na TV. “Acredito que que o Jornalismo do BandNews dá um importante passo dialogando com os acadêmicos. Todos crescem com uma produção narrativa crítica e experimental”, afirma Heyde Vargas.