copia-de-sem-nome-1

Não há dúvidas, a informação, principalmente em momentos de crise, é fundamental, se não, vital. Isso ficou ainda mais claro para nós nos últimos meses, que já estão na história devido a pandemia em que vivemos e suas consequências.

Mesmo em uma era de tecnologia, que tem possibilitado que todos tenham condições de gerar conteúdo por meio das redes sociais, a imprensa continua exercendo um papel determinante na credibilidade da informação. Dados divulgados pela consultoria NeilPatel apontam que a mídia registrou um aumento no tráfego de quase 40% durante este período.

É isso! Não há outro caminho para a construção e a transformação de uma sociedade forte, inclusiva e democrática se não for com uma imprensa livre. Sempre apoiaremos o jornalismo livre e sério e reconhecemos a essencialidade de seu papel, de apurar os fatos e dados e apresentá-los para a população. Como assessores de imprensa, a nossa equipe busca contribuir com a função do profissional da redação e, nos últimos meses, temos nos questionado sobre como podemos apoiar ainda mais esse trabalho.

Transformar o mundo

Acreditamos que podemos, sim, colaborar como a função do jornalismo. Isso, por meio das boas ações e iniciativa das empresas que encaminhamos para os profissionais das redações por meio de sugestões de pautas e releases. A MRV, por exemplo, tem um propósito muito claro que é ‘construir sonhos que transformam o mundo’ e todas as equipes de diferentes setores buscam levar isso para toda tomada de decisão e ação realizada. A companhia adota ESG (Environmental, Social and Corporate Governance) como metas permanentes para sua alta gestão desde 2015 e vem intensificando seus investimentos nesses pilares.

Presente em mais de 160 cidades em 22 estados mais o Distrito Federal, a MRV conta com 15 agências e uma equipe interna para se relacionar com a imprensa em todo o país. O objetivo dessa configuração do time é, não só para mais proximidade do jornalista em cada localidade, mas entender as demandas, necessidades e particularidades regionais.

Boas práticas

Durante a pandemia, essa equipe buscou divulgar as ações ESG com o foco não só de informar, mas de incentivar outras empresas e instituições a desenvolverem iniciativas voltadas, principalmente, neste momento, para questões sociais.

Foi com essa mentalidade, que muitos veículos de comunicação têm desenvolvido editorias, cadernos e quadros especiais para a temática ESG. O ano passado o Jornal Nacional criou o Solidariedade S/A, que apresentava as ações solidarias de empresas durante a pandemia. Já a Revista Exame tem uma editoria especial para o assunto. Isso só para citar alguns.

Acreditamos que o caminho deve ser esse mesmo, divulgar as boas práticas para incentivar outros a fazer o mesmo que você. O papel da assessoria nessa engrenagem também é dar luz para as ações positivas das organizações, cooperando para a apuração do jornalista e, de alguma forma, contribuindo para a construção de uma sociedade melhor.