twitter

Thaiza Akemi, diretora do núcleo ArtHouse Américas, do Twitter, é responsável por coordenar o grupo que liga criadores de conteúdo à marcas. Durante seu painel no 7o Fórum Marketing de Influência, “Influência em 280 caracteres”,  a executiva abordou de forma divertida a comunicação ímpar da plataforma e o modo como ela cria sua própria linguagem e abordagem de diferentes temas.

“Essa é a graça do Twitter. Ele abraça a Geração Z, que cria gírias e expressões, e abraça também muitos outros temas que começam ali. Muitas histórias têm origem no Twitter e vão para as grandes mídias”, explica.

Plataforma plural

Thaiza define a plataforma como plural: “É sobre memes para quem gosta de memes, notícias, sobre movimentos para quem quer se identificar com uma comunidade, é sobre conversas e conexões. O que eu quero dizer é que o Twitter é sobre cultura e ela é representada aqui”.

“Nosso trabalho é ficar vendo os sinais das pessoas, o que elas estão falando e para que saibamos quais as tendências, as noticias e as formas mais divertidas de se comunicar”.

A executiva mostra que, em uma pesquisa feita pela equipe, os usuários afirmam que “cultura” vai muito além da definição tradicional, envolvendo celebridades, política, esportes e mais. “E se o Twitter é o lugar onde a cultura é representada, quem a movimenta são os creators. E a gente acredita que todo mundo é um influenciador em potencial”, define.

twitter2

Mais real

Outra pesquisa feita pela plataforma aponta que 55% das pessoas admitem que acham publicações de creators excessivamente materialistas e falsas em outras plataformas. “Os criadores de conteúdo do Twitter são diferentes, se mostram de uma maneira mais real e muito mais ideal”, afirma.

De acordo com Thaiza, as pessoas acessam o Twitter para se divertir e ser informadas – os creators usam a plataforma para falar sobre coisas com as quais se preocupam. É onde as vozes e os elementos visuais são importantes, e aponta que as pessoas leem o texto no Twitter mais do que qualquer outra plataforma. “O canvas do Twitter é centrado em gerar conversas. Tuiteiros são mestres na geração de conversas e usam o site para se conectar diretamente com os seus”.

Ticket de entrada

Ela conta que as marcas buscam entender a forma de se comunicar dentro do Twitter na hora de buscar influenciadores para parcerias e explica que os creators são o ticket de entrada das marcas para o universo de seus consumidores.

De acordo com a executiva, as marcas precisam encontrar a intersecção entre a paixão demonstrada abertamente pelo creator, o seu propósito e a mensagem que deseja passar para o público. “Quando você encontra esse equilíbrio, você está pronto para trabalhar com um criador, não apenas no Twitter, mas principalmente na plataforma”.

Saiba mais

Para assistir a live completa do 1º dia do Fórum, clique aqui.

Para assistir a live completa do 2º dia do Fórum, clique aqui.

Para assistir a live completa do 3º dia do Fórum, clique aqui.

Para assistir a live completa do 4º dia do Fórum, clique aqui.

rodape-patrocinio