De acordo com um relatório divulgado pelo Advertising Age, a Amazon se tornou, pela primeira vez, o maior anunciante dos Estados Unidos. Em 2019, a empresa investiu cerca de de US$ 21 mil por minuto em anúncios – incluindo mídia em sites e redes sociais.

Apenas nos EUA, foram injetados US$ 6,9 bilhões em propaganda e marketing – um crescimento em investimento de 37% em comparação com 2018. As vendas globais da empresa, especificamente no e-commerce, vão alcançar US$ 416,48 bilhões este ano, de acordo com um estudo realizado pela Business Insider.

O crescimento no consumo digital é consequência da pandemia da Covid-19, que aumentou a busca por comércio online por parte dos consumidores. O valor superou em 12 bilhões de dólares o que era esperado pela empresa antes da pandemia.

No serviço de streaming, Prime Video, houve expansão do catálogo e também uma nova oferta, que está em fase de testes na Alemanha. São oferecidos canais de TV aos assinantes, sem qualquer custo extra, incluindo 38 opções de emissoras públicas locais como a ARD e o ZDF – e destes 28 acompanham alternativas em alta definição.

O novo produto pode ser acessado diretamente pelo aplicativo do Prime Video depois que os usuários completam um processo de ativação do pacote no site oficial da Amazon. A novidade acompanha rumores de que a Amazon estaria planejando criar uma programação de TV exclusiva.

Além da Amazon, outras empresas de internet respondem por cinco das 10 com maior crescimento nos investimentos em 2019, quando comparados com o ano anterior: LendingTree (+46%), Facebook (+41%), Wayfair (+40%) e Grubhub (+39%).