Criadores que levantam bandeiras travam uma ‘guerra’ contra os algoritmos. Enquanto alguns conteúdos como os de entretenimento seguem engajando vertiginosamente, os creators que abordam a diversidade denunciam a falta de oportunidade no mercado, mesmo contando com bons números e seguidores fiéis.

Com a internet e a amplitude da voz do público consumidor, as marcas passaram a ser cobradas sobre representatividade e a criação de produtos específicos para atender as minorias, tema que foi tratado no 4ª Prêmio Microinfluenciadores Digitais e 10ª edição do Fórum sobre Marketing de Influência.

“Hoje vivemos nessa alternância de poder em que muitas marcas estão tendo que se adaptar. Acredito que muitas engajam verdadeiramente nas pautas de diversidade, empoderamento e outras que são levantadas no ambiente virtual. Entretanto, muitas só estão interessadas em vender o produto”, denuncia Loo Nascimento, também conhecida como Neyzona, influenciadora digital e fundadora da @dresscoracao e @iloostre.

Segundo a influenciadora, para que a marca possa produzir um bom conteúdo sobre diversidade é necessário abraçar a diversidade dentro da própria equipe.

“Se você quer vender um produto para alcançar essas pessoas, é importante ter dentro a empresa um comunicador sobre esses assuntos”, afirma. “As marcas precisam absorver que a diversidade não é uma moda, não é apenas a pauta do momento, mas sim algo que a sociedade precisa se integrar para ter equilíbrio, porque essas pessoas existem, estão consumindo e precisam ser representadas e respeitadas”, completa.

Microinfluenciadores são aliados das marcas na hora de amplificar pautas sobre diversidade

Segundo Tássia Stavela, Especialista em Comunicação Corporativa da Bayer, a sociedade é plural e cabe as empresas trazer à tona essas pautas de dentro para fora, a fim de representar o público e promover mudanças sociais.

“As campanhas também devem ser construídas de dentro pra fora, e as empresas são feitas de pessoas para pessoas. Quando se tem um ambiente corporativo diverso e inclusivo, você vai ter um ambiente mais inovador, o que é capaz de mudar a sociedade e se transforma também em vantagem competitiva”, afirma.

MICRO CRIADORES E O POTENCIAL DE AMPLIAR O DISCURSO

A parceria entre a marca e o microinfluenciador faz com que a mensagem seja transmitida de maneira muito mais precisa para a audiência, já que esse creator tem autoridade sobre a pauta a ser tratada e o público é nichado.

“As marcas observam a capacidade de criatividade dos microinfluenciadores, o que auxilia a transmissão de uma mensagem mais assertiva, tendo em vista que a taxa de engajamento dos microinfluenciadores é muito alta”, ressalta Stavela.

Os micro criadores de conteúdo desempenham um papel importante na abordagem da diversidade. “Os microinfluenciadores tem propriedade para falar sobre esses temas e potencial de amplificar as mensagens. É uma oportunidade para as marcas construírem as pautas de inclusão e diversidade com mais força, a fim de promover uma mudança de atitude na sociedade como um todo”, completa.

SAIBA MAIS

Quer conferir todos os debates e conversas do evento? O 4ª Prêmio Microinfluenciadores Digitais e 10ª edição do Fórum sobre Marketing de Influência está disponível na integra no canal da Negócios da Comunicação.

Clique aqui para assistir ao evento.

Oferecimento

admin-ajax

logo-com-selo-125-anos-horizontal-1

intel-logo-ub-rgb_1c-classic-1

nissan-brand-wordmark-rgb-b-png