As redes sociais deram mais protagonismo às lutas ambientais, de gênero, à pluralidade de voz, e principalmente a movimentos como LGBTQIA+. Isto quer dizer, as redes sociais deram mais autonomia para a sociedade civil expressar e se pronunciarem e as usarem como estratégia de resistência e autonomia

Por isso, o 3º Prêmio Microinfluenciadores Digitais promoveu os 6+ relevantes criadores, dentro das 24 categorias presentes nas redes sociais, sendo uma delas o ativismo. E para chegar ao resultado a votação foi auditada pela BDO Brazil.

Os nano e microinfluenciadores são perfis entre 10 mil e 100 mil seguidores, que estão em uma ou mais redes sociais e que têm propriedades sobre o tema que abordam. Por isso, o prêmio é baseado em métricas de audiência, influência e relevância, aplicadas pela Airfluencers, plataforma de análise e monitoramento de influenciadores.

Confira os 6+relevantes da categoria ativismo:

Cleytu

@cleytu
@cleytu

Giovanna Heliodoro

@transpreta
@transpreta

João Pedro Gurgel

@joaopedrogurgel
@joaopedrogurgel

Bianca Barroca

@biancabarroca
@biancabarroca

Apto 202

@canalapto202
@canalapto202

Juliana Rangel

@eujurangel
@eujurangel