Close up shoes Female runner tying her shoes for a jogging exerc

Perfis mais relevantes do 3º Prêmio Microinfluenciadores Digitais nas categorias Esporte e Fitness compartilham suas trajetórias e o que os move – literalmente – na conversa com seus seguidores

Num mundo em que a prática de atividade física e o relacionamento com esportes têm crescido e se valorizado, microinfluenciadores digitais encontraram um nicho importante de pessoas dispostas a segui-los para criar hábitos mais saudáveis.

Com isso, as categorias Esportes e Fitness ganham ainda mais relevância dentro do 3º Prêmio Microinfluenciadores Digitais, promovido pelo Cecom – Centro de Estudos da Comunicação e pela Plataforma Negócios da Comunicação. O destaque de cada segmento será conhecido no dia 6 de março, durante o 8º Fórum sobre Marketing de Influência, das 9h às 19h, num evento 100% digital.

A seguir, os creators mais relevantes das duas categorias compartilham suas trajetórias e indicam o que faz com que suas audiências se engajem em busca de movimento.

Esportes

Juliana Mussel – @jumussel

Eu trabalho há 12 anos como gerente de marketing e há 3 anos também dou aulas de muay thai. No meu perfil falo muito sobre minha vida como praticante e professora de luta e também como corredora, sobre meu trabalho como gerente de marketing não costumo falar muito, mas gosto de mostrar para as pessoas como conseguimos conciliar diversas atividades e até como podemos migrar de carreira depois de algum tempo – sou formada em fonoaudiologia, marketing e agora curso educação física.

No início foi tudo muito orgânico, comecei a compartilhar um pouco dos meus treinos de muay thai e quando vi tinha muitos seguidores e, principalmente, seguidoras interessadas na arte que não tinham muitas referências femininas para seguir.

Isso proporciona uma conversa super direta e transparente com minha audiência. Tenho grandes amigas com as quais falo quase todo dia, mas que nunca vi pessoalmente. Eu me sinto muito próxima de muitas seguidoras e adoro isso.

Consigo ter poucos ganhos financeiros com o perfil, porque recebo muito produto em troca de divulgação. Eventualmente, vem algum dinheiro, mas não posso dizer que é um meio lucrativo para mim.

Principalmente marcas de fitwear, suplementos e alimentação saudável costumam me procurar. Uma experiência muito legal foi recentemente a marca PinkCheeks, nacionalmente conhecida por seus produtos de beleza para mulheres que praticam esportes. Ela me convidou para fazer parte do lançamento de uma nova linha. Além de conteúdo para divulgação, dei uma aula de muay thai no canal. Consegui unir duas coisas que prezo muito: ser lutadora e ser vaidosa, querer estar bonita em todos os momentos.

Para mim, o principal desafio em falar sobre esportes nas redes sociais é o de mostrar a realidade. Temos muitos atletas profissionais da luta, grandes corredores com grandes resultados, mas no esporte temos poucas referências de pessoas comuns, com resultados médios, que representem a maior parte dos praticantes.

Transformar a vida das pessoas é o que me move, é isso que faz eu me expor e mostrar minha vida nas redes. Em 2020, fiz muitos treinos online, formei grupos de ajuda no WhatsApp e muitas pessoas que eu nem sabia que faziam meu treino vieram, alguns meses depois, me dizer que saíram de uma depressão ou de um momento muito difícil por meio das minhas aulas. Esse tipo de retorno nenhum número de seguidores nem engajamento paga.

Ana Paula Valente – @projeto42mais

No momento, eu trabalho como autônoma com eventos esportivos e microinfluenciadora digital. Por isso, consigo conectar minhas atividades profissionais de forma orgânica: o projeto é vida real.

O perfil começou quando encontrei na corrida o caminho para sair do início de uma depressão, causada por uam demissão em 2016 que me pegou de surpresa.

Foi saindo para correr que percebi a chance para me motivar. Da motivação veio a paixão. Eu não só levava jeito para correr, como a corrida também era peça fundamental para motivar pessoas com a história de superação.

Foi aí que eu criei o Projeto 42 mais 42, que tinha como missão correr minha primeira maratona – 42 quilômetros – aos 42 anos .

E deu tão certo que se formou uma corrente do bem para me levar a alcançar os 42k.

Um grupo de amigos colaborou, cada um na sua área – nutricionista, fisioterapeuta, personal -, para que eu cruzasse a linha de chegada da maratona do Rio de Janeiro, que aconteceu no dia 18 de junho. E muitos novos amigos que me empurram diariamente.

E deu tudo certo! Eu sempre digo que quando as coisas são feitas com o coração não tem como dar errado. O projeto foi concluído, e virei maratonista, depois triatleta e hoje eu sou o Projeto42mais, porque quero mais: ser mais e viver mais!

Tudo isso leva a uma conversa bacana com a audiência, seja pelos stories, feed e direct. Eu respondo as mensagens que recebo e gosto de saber quem está do outro lado. Já fiz muitos amigos pessoais nessa trajetória através do esporte .

Em termos financeiros, aos poucos estou tendo retorno por meio das empresas que me procuram para parcerias ou mesmo de produtos que uso.

No mundo da corrida, o principal desafio é sair do virtual e ir para a vida real, criar um hábito saudável.

Hoje, eu tirei a certificação de coach esportiva e, com a pandemia, resolvi fazer uma faculdade de educação física.

Fitness

Thalya Hillebrant – @thalya_hill

Eu sou farmacêutica, apaixonada pelo ramo de medicamentos e pela saúde. Como eu me formei a pouco tempo, ainda não falo muito sobre o meu lado de farmacêutica no meu perfil, mas isso é um projeto futuro.

O perfil nasceu devido a meu trabalho de modelo por alguns anos. Pelo fato de morar no interior numa cidade que não tinha academia, acabei fazendo das ruas a minha academia para manter as famosas medidas. Peguei gosto. Minha primeira prova foi uma meia maratona, que acabei ganhando. Depois disso, fiquei “modelando” no mundo da corrida e, consequentemente, gerando um engajamento maior nesse meio.

Adoro conversar com a minha audiência e saber sobre os treinos das pessoas que me seguem. Tento responder a todas as pessoas que me mandam mensagens nas redes sociais.

Por enquanto, não tenho ganhos financeiros com o perfil, mas recebo produtos por meio de parcerias com algumas empresas. Atualmente tenho parceria com a @upperfit loja virtual (recebo vestiários esportivos com frequência), @iridimlabsbrasil (suplementos), @amendobirl (pasta de amendoim). E a principal é do meu treinador @valder de Brasília, que me acompanha e envia meus treinos.

Acho que o principal desafio nesse meio é só falar sobre situações e experiências que vivenciei, sem abordar temas nos quais eu não tenho propriedade e formação para falar profundamente, como alimentação e exercícios, por exemplo.

E este trabalho é muito gratificante. Me motiva saber que motivo outras pessoas. Meu perfil é muitas vezes uma válvula de escape quando estou estressada (meu maior problema), e ver pessoas mudando hábitos, praticando atividade física e me enviando depoimentos não tem preço.

Mario Brunelle – @correbrunelle

Costumo falar que minha principal missão é motivar e incentivar pessoas na busca da qualidade de vida e bem-estar. Tenho vários exemplos de mudanças de vida. Destaco um exemplo que aconteceu no Natal passado, em que um vizinho me disse que iria gastar todo seu 13 ° salário em um bar e após me ver treinando no dia resolveu comprar um tênis, no dia seguinte, e praticar caminhadas. Ele segue até hoje em hábitos saudáveis.

Com isso, meu maior desafio é tirar as pessoas do sedentarismo, com quem converso via direct e em comentários no feed. Hoje, algumas empresas apoiam esse trabalho, como Omo, Asics, Ciacool, Liteé Farm, Centauro, Omnlife e outras marcas locais, o que me possibilita ter algum ganho financeiro a partir do perfil.

Marina Malachias – @mamalachias

Além de professora de Educação Física, sou atleta amadora de corrida de rua. Dessa forma, meu perfil combina essas duas áreas, que estão totalmente relacionadas! Primeiro pelos treinos, segundo pela minha profissão e rotina.

A ideia da página surgiu para que eu pudesse compartilhar meu dia a dia, meus treinos e rotina, não só com meus alunos e amigos, mas com mais pessoas! Dessa maneira, consigo mostrar que, mesmo na “correria”, tudo é possível por meio da disciplina com uma dose de motivação.

A partir desses valores, converso com a minha audiência da mesma forma como com qualquer pessoa fora das redes: com muito respeito, educação, alegria e bom humor.

Às vezes consigo ter ganhos financeiros com o perfil. Já realizei parcerias com marcas como Magazine Luiza, Asics, Rappi, Clear Corretora, Vigor e outras.

Não vejo como desafio falar sobre isso, porque é um tema que domino bastante e está mais do que no meu dia a dia, está na minha vida! Muitas pessoas se interessam, é um tema inspirador, motivador e transformador!!!

Assim como na minha profissão, lidamos com pessoas, sonhos, metas e objetivos. Fico extremamente feliz e grata por essa oportunidade. Já tive vários exemplos de transformação, que vão desde a perda de peso, como o início nas corridas, superação da depressão etc. Costumo dizer: faça sempre o seu melhor nas condições que tem enquanto não tem condições de fazer ainda melhor! Com essa “rede de apoio”, um incentiva o outro e juntos somos muito mais fortes.