O clima de festa tomou conta do Prêmio Influenciadores Digitais 2019 – literalmente. Em sua quarta edição, a premiação, que é pioneira e a única com base em métricas exclusivas de relevância, traça um caminho paralelo com os produtores de conteúdo reconhecidos: começou sua trajetória como uma aposta em um mercado ainda não consolidado e, com ele, evoluiu e chegou ao reconhecimento por promover a premiação daqueles que produzem, curtem, compartilham e influenciam milhares de pessoas todos os dias.

Para coroar uma edição de sucesso, pela primeira vez o evento foi aberto para o público geral, como uma maneira de deixar seguidores e seus influencers favoritos mais próximos em um momento de conquista. E isso só deixou ainda mais especial a surpresa feita para Bianca Andrade, a criadora do Boca Rosa, que celebrou seus 25 anos em cima do palco, após ser anunciada como destaque da categoria de Beleza no Prêmio.

“Desde que esse prêmio nasceu, levo pra casa esse presente, desta vez no dia do meu aniversário. Eu só quero fazer a minha parte, ser sempre realizada no que eu faço e, assim, inspirar pessoas a fazerem o mesmo”, afirmou a vencedora, pela quarta vez consecutiva recebendo o troféu.

Progresso
Mais de 50% dos premiados que estavam nessa festa participaram da votação pela primeira vez, um reflexo de como é preciso se renovar constantemente para manter o engajamento em alta. “Isso mostra a força da concorrência nesse ambiente. Os influenciadores são parte do ecossistema que envolve marcas e consumidores. Reconhecer os mais relevantes é valorizar e destacar a competência destes empreendedores, que agregam legitimidade ao discurso e ajudam empresas e veículos a ampliarem o diálogo e o engajamento com seus ­públicos”, palavras de Márcio Cardial, publisher da ­Negócios da Comunicação e diretor do Cecom – Centro de Estudos da Comunicação.

Uma das influenciadoras que estava estreando na premiação era Gabi Oliveira, que recebeu o troféu por seu trabalho falando sobre comportamento, estilo de vida e questões importantes como racismo e representatividade. “Esse é o primeiro prêmio desses, com troféu, mas nestes anos quero que saibam que os meus maiores prêmios vieram de vocês! Cada comentário, troca, palavras de conforto, incentivo, aprendizado me fizeram chegar até aqui! Já ouvi de muitas bocas que isso aqui não era pra mim, que com o meu perfil eu não conseguiria trabalhar com redes sociais, mas aqui estamos e que venham os próximos passos!”, escreveu a influencer em seu perfil no Instagram, agradecendo o apoio dos seguidores.

Conquista
Graciele Lacerda, vencedora na categoria Fitness, ressaltou a importância de mostrar a verdade por meio das publicações e como isso surte um efeito positivo em forma de engajamento e alcance. “As coisas foram acontecendo, seguidores crescendo, marcas me procurando e eu sempre prezando por mostrar a verdade. Divulgar o que realmente uso, mostrar minhas fraquezas, tristezas e felicidades. Dividir mesmo, acredito que só assim somamos!”, compartilhou nas redes.

Nathalia Arcuri, que mais uma vez foi destaque de Empreendedorismo, lembrou do esforço feito pelos criadores de conteúdo, que muitas vezes não são valorizados pelo investimento que fazem para levar o melhor para seus seguidores. “Fazer conteúdo capaz de mudar maus hábitos e entreter ao mesmo tempo custa caro, dá trabalho, requer inovação constante, exige tempo, sangue frio, foco, treinamento de equipe, contratações, demissões… Isso tudo sem nunca deixar de viver e dar atenção às pessoas que você mais ama. Todo dia é uma batalha com mais chances de derrota do que de vitória. O que me mantém firme é saber que estamos fazendo a nossa parte e deixando um legado de prosperidade para as próximas gerações”, afirmou.

Para Márcio Cardial, promover esse reconhecimento é vital para que o mercado continue crescendo, evoluindo e formando novos profissionais com conteúdo de qualidade para compartilhar. “Não estamos apenas falando de números de likes ou resultados de campanha, mas ajudando a transformar a comunicação. Saber como se comunicar sempre foi fundamental dentro de qualquer negócio ou relação. Mas, nos dias atuais, é preciso transcender. E eles conseguiram isso. E devemos reconhecer isso. Essa é e sempre será a nossa missão com o mercado de comunicação”, frisou.