O público, cada vez mais crítico e ativo, tem os seus próprios julgamentos e opiniões a respeito das propagandas que vê e acessa nos múltiplos meios. Por vezes, demanda que os anunciantes tenham posturas semelhantes ou idênticas as suas.

Criada pela AlmapBBDO, a nova campanha do CONAR  (Conselho Nacional de Autoregulamentação Publicitária) estreou em agosto e mostra para a população que existe um órgão com autoridade para regulamentar os conteúdos que circulam na propaganda brasileira, com legitimidade e competência para diferenciar o que é gosto pessoal do que é antiético e ofensivo.

A campanha veicula em rede nacional e traz dois filmes que ilustram, em linguagem divertida e por meio de rápidos exemplos, o que separa um conteúdo ofensivo e ilegal daquilo que desagrada o público por não corresponder as suas preferências pessoais e expectativas. Além dos comerciais, a campanha conta com anúncios impressos e spot para rádio.