A Weber Shandwick, uma das maiores agências globais de Engajamento e de Relações Públicas do mundo, assumiu seu posicionamento global no país. Com 28 anos, a operação brasileira deixou de usar o nome S2Publicom, consolidando o sucesso da agência, adquirida pelo grupo Interpublic em 2011.

Para anunciar o momento, a presidente global da agência, Gail Heimann, visitou o país para encontros com colaboradores, clientes e prospects, além de participar como uma das principais palestrantes do Wave Festival no Rio de Janeiro.

“O Brasil é extremamente importante para a nossa agência, não apenas pela importância econômica, mas pela reconhecida capacidade criativa deste mercado”, comentou Gail durante sua visita.

“Ao assumir nossa marca global, consolidamos nossa proposta de oferta de soluções de comunicação integrada. Junto ao nosso legado de 28 anos no mercado de comunicação corporativa, reforçamos nosso expertise em oferecer soluções criativas e multicanal para nossos clientes”, comentou Zé Schiavoni, CEO da agência no Brasil.

“O Brasil é extremamente importante para a nossa agência, não apenas pela importância econômica, mas pela reconhecida capacidade criativa deste mercado”

No Brasil, a agência conta com com 210 colaboradores de diversas especialidades. Além de jornalistas e relações públicas, a operação reforçou seu time nos últimos anos com a chegada de analistas de dados, criativos, profissionais de planejamento, produtores, entre outros. “Com um time bastante diverso, com diferentes formações, estamos entregando soluções de comunicação completas para nossos clientes”, comentou Alessandra Ritondaro, vice-presidente de Experiência do Cliente da agência.

“Em mundo hiperconectado, estamos sempre em busca de novas, diferentes e melhores estratégias para envolver pessoas e audiências em conversas que realmente importam. Conseguimos ao longo dos últimos anos evoluir nossa entrega, muito além do trabalho tradicional de relações públicas, antes focado em relações com a imprensa. Hoje entregamos estratégias que consideram todo o complexo universo da mídia, seja na mídia ganha, paga ou própria”,  explicou Everton Schultz, vice-presidente de Estratégia e Criatividade da agência.

A agência atende mais de 50 clientes, entre eles Grupo Kroton, Unilever, Petrobras, Puma, TIM, Electronic Arts, Turner, Sealed Air, Bayer, Seja Digital, Boeringher e Ericsson.

A operação também reforça a separação das atividades relacionadas à marca Golin, com a definição de uma liderança dedicada. Andrea Pontes será a diretora executiva da operação brasileira da marca global, que atende clientes como McDonald’s, Blommin Brands, Cisco, Amazon Prime e Aruba, entre outros.