“Em uma época de instabilidade econômica, os departamentos de comunicação ganharam mais notoriedade e mais desafios para suas lideranças.” A análise de Vinicius Fiori, head de comunicações da Huawei, resume bem o cenário para esses profissionais: exigências por mais resultados.

Uma das maneiras de mensurar esse sucesso é o prêmio Empresas que Melhor se Comunicam com Jornalistas. “Sermos reconhecidos pelo segundo ano consecutivo indica que as escolhas e as estratégias da companhia na fase de planejamento foram coerentes”, atesta Fiori.
Gerente de relações públicas da Intel, Fernando Ordones também endossa o reconhecimento como bom sinal para a condução dos trabalhos internos. “Principalmente pelo fato de a votação ser conduzida com os jornalistas, a conquista nos ajuda a ter um indicativo se estamos ou não no caminho certo em nossas ações – e, nesse caso, é positivo”, diz.

Retorno

Para a Philips Brasil, a conquista destaca a importância dos assuntos que a comunicação da empresa tem trabalhado com a mídia. “É uma importante resposta para o trabalho desenvolvido pela Philips e seus parceiros na tarefa de comunicar de forma relevante os valores e as inovações que importam para a vida das pessoas”, afirma o gerente de marketing e comunicação, André Toledo.
Eduardo Puzziello, diretor de relações com investidores da Minerva Foods, pondera sobre o impacto do prêmio: “Entendemos que não devemos nos acomodar e, sim, manter o foco em acompanhar de perto as mudanças e desenvolvimentos do setor, para estreitar cada vez mais o relacionamento com os profissionais da mídia e atender às demandas da imprensa de forma eficiente”.
A SAP Brasil aposta em mecanismos de acompanhamento diário para aferir seu desempenho. “Costumamos fazer pesquisas com alguns jornalistas para levantarmos os pontos fortes do nosso trabalho, bem como saber como podemos melhorar”, comenta a diretora de comunicação integrada e responsabilidade social corporativa, Luciana Coen.

O conteúdo veiculado pelo mercado é um termômetro importante para colher esse tipo de retorno

Uma característica da área de TI, ressalta a executiva, é o trabalho desses resultados na divulgação de cases de sucesso, que seria uma prioridade. “Não focamos mais em produtos e soluções, mas em como as organizações estão obtendo vantagem competitiva ao usar nossas soluções”, diz.
Para o gerente de relações institucionais, negócios e comunicação da GranBio, Celso Fiori, é importante criar um estilo próprio de se comunicar. “O conteúdo veiculado pelo mercado, principalmente no quesito qualidade, é um termômetro bastante importante para colher esse tipo de feedback”, conta.
O relacionamento diário também se configura no espaço de avaliações e análises da comunicação da CVC. De acordo com a gerente de comunicação corporativa, Priscila Bures, o departamento possui um diferencial do ponto de vista estrutural. “O departamento de comunicação corporativa se reporta diretamente ao presidente da companhia, tendo uma assessoria de imprensa interna”, diz.
Para a Comgás, as conquistas de que mais a companhia se orgulha são os indicadores de satisfação de seu público-alvo. “Cada novo cliente conquistado é um prêmio para nós, e isso não quer dizer que não tenhamos muito o que melhorar e aprender, pelo contrário, avaliamos constantemente as eventuais falhas, traçamos audaciosos planos de ações e implementamos melhorias contínuas em várias frentes do negócio”, afirma Sérgio Luiz da Silva, diretor comercial.

Estratégia

A AccorHotels ampliou seus mecanismos de divulgação e comunicação, como um todo. “Nos tornamos mais digitais, ampliamos nossos canais, como Twitter, para divulgar informações, e Instagram”, relata Antonietta Varlese, vice-presidente de comunicação para América do Sul.
Além disso, eventos específicos fazem parte da política de avaliação de resultados da empresa. “Fazemos vários encontros com a imprensa e influenciadores em geral; pesquisas em focus groups; convidamos para eventos nos quais temos a oportunidade de estreitar nossas relações e captar feedbacks também”, ressalta a vice-presidente.

Príscilla Duarte, gerente de comunicação corporativa da Localiza, explica que atualmente o setor de comunicação é também responsável pelo planejamento estratégico. “A integração nos permitiu um avanço significativo na visão estratégica e sistêmica da empresa, proporcionando uma acoplagem dos projetos e ações de comunicação às necessidades do negócio”, afirma. Outra proposta recente da empresa teve foco em ações externas. “Incorporamos o relacionamento a partir de um grande trabalho realizado com a comunidade do entorno da nossa nova sede, promovendo o desenvolvimento social e fortalecendo as dinâmicas responsáveis da Localiza com esse importante stakeholder”, conta.